Porque você deve assistir The Handmaid’s Tale

 

Tenho certeza que você já ouviu falar da série da Hulu, The Handmaid’s Tale! A série que ganhou vários prêmios como Globo de Ouro, Emmy Awards, Critics’ Choice, dentre outros já foi fantasia do Carnaval 2018 e também é aclamada e venerada por quem assiste!

A série é baseada no livro: O conto de Aia, da escritora canadense Margaret Atwood. Margaret escreveu o romance em 1985 e podemos ver várias semelhanças daquele tempo com o que vivemos hoje.

Em The Handmaid’s Tale vemos a história de June/Offred, uma Aia que relata todas as mudanças políticas e religiosas desse novo mundo. June, por ainda ser fértil, deve doar seu corpo às famílias mais ricas para gerar um bebê para eles. Todo mês ela é estuprada e quando engravida tem de dar seu bebe a senhora da casa.

Sem querer dar spoilers, a série é forte e toca na ferida várias vezes. Há cenas de estupro, machismo, politicagem e a cegueira das pessoas que seguem literalmente a Bíblia. Em tese, The Handmaid’s Tale é uma crítica à civilização que acredita veemente na Bíblia e quer “por ordem” no mundo através das escrituras sagradas.

Dessa maneira, separamos 7 motivos de porque você deve assistir esse hino de série!

1 – A série é protagonizada pela maravilhosa e competente Elisabeth Moss

Para quem não se lembra Elisabeth Moss ficou conhecida pelo ícone de série: Mad Men. E com uma atuação perfeita, a flor da pele e feita por gestos e olhares, não é à toa que Moss levou o Emmy de Melhor Atriz de Série Dramática.

Ah, e além de ser a protagonista, Moss também é produtora da série.

2 – June é uma feminista em um mundo onde existe uma lei divina

Em várias cenas da primeira e da segunda temporada vemos o quanto o enredo é feminista! Vemos June e Moira lutando por seus direitos antes da lei divina, vemos June e outras mulheres da série se expressando sobre a soberania masculina… E mesmo quem não percebe de cara, sabe o discurso feminista que a série carrega.

3- Você percebe o poder da religião nas pessoas

No universo da série, as taxas de fertilidade caíram drasticamente devido à poluição, problemas ambientais e estilo de vida mais sedentário, por isso, um grupo cristão fundamentalista toma o poder nos EUA e estabelece um regime totalitário, a “República de Gilead”. E em Gilead, as leis são feitas de acordo com a Bíblia.

Há várias passagens onde vemos citações dos versículos e as punições serem literais, como arrancar um olho de quem não obedece, deixar outra mulher gerar um filho para outra, tirar a vida de quem trai e assim por diante.

4 – Há uma crítica social muito grande

The Handmaid’s Tale não veio para brincar. Na série há cenas fortes e reais de coisas que acontecem na nossa realidade. A crítica social que a série representa e carrega não agrada a muitos, mas escancara os podres da sociedade.

5 – Paralelo com a realidade

The Handmaid’s Tale mostra uma realidade tão longe, mas ao mesmo tempo tão perto. Nela vemos a intolerância à diversidade de gêneros, vemos a submissão de mulheres a seus maridos, vemos mulheres que não podem ler, não podem trabalhar e só podem servir ao seu destino biológico: engravidar.

6 – A fotografia é incrível

Você nunca vai assistir uma série com uma fotografia tão boa quanto The Handmaid’s Tale. A direção de arte é fenomenal! As cores, o posicionamento das câmeras, o enquadramento, a luz… Tudo te faz sentir a cena e sofrer junto com o enredo.

7 – É uma série revolucionária

Sim, The Handmaid’s Tale é uma série revolucionária. Não só por quebrar tabus e escancarar as vergonhas da sociedade patriarcal e conservadora, mas também por mostrar que juntas, nós mulheres podemos mudar o mundo. Na série June a todo tempo tenta fugir e mesmo em vão, nós vemos sua força e sua fé. E não só June, na série vemos que as mulheres podem sim, conquistar seus lugares, mesmo que seja uma forma de suicídio.

Tenho certeza que você não vai querer perder mais nenhum episódio! Ah, e não se esqueça de contar nos comentários o que você achou da série!

Lembre-se existem séries, e existe The Handmaid’s Tale!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *